Exame de DNA Anônimo

O exame de paternidade pode ser realizado de forma anônima. Nesta modalidade de exame as pessoas não são identificadas e as suas amostras biológicas coletadas são cadastradas apenas com uma identificação codificada.

Nesta modalidade podem ser realizados exames de trios, duos, irmandade ou post mortem. Os procedimentos de controle de qualidade, contraprova laboratorial, precisão maior do que 99,9999% em casos de inclusão de paternidade e 100% no caso de exclusões de paternidade são exatamente os mesmos utilizados em exames realizados com a identificação das pessoas envolvidas. O resultado também é entregue nos mesmos prazos.

Por não conter a identificação das pessoas no resultado emitido, este tipo de exame obviamente, não tem valor perante a Justiça e serve tão somente para dirimir dúvidas de relacionamento de vínculo genético entre as pessoas em total sigilo.

Frequentemente estes exames são realizados mediante a solicitação de um kit de coleta de células bucais (coleta de saliva) a ser utilizado em total sigilo em casa (kit “DNA em casa”). A coleta é realizada pelas próprias pessoas seguindo as instruções fornecidas no kit de coleta. Em seguida o kit é enviado ou levado pessoalmente para o laboratório Heréditas.

Solicite seu kit “DNA em casa” ligando para (61) 3327-3232 ou por email para contato@hereditas.com.br


 Kit “DNA em casa” – Instruções de coleta e envio de amostras

A DNA swab test

O kit DNA em casa da Heréditas contém todo o material necessário para a realização da coleta de forma simples e rápida.  O kit inclui uma folha de instruções e uma ficha de identificação e autorização a ser preenchida pelos participantes do exame (este preenchimento é dispensado no caso do cliente desejar realizar um exame de DNA anônimo).

Devem ser coletadas duas amostras de células bucais (comumente chamada coleta de saliva) de cada pessoa. Estas amostras são devidamente identificadas, acondicionadas em envelopes específicos e colocadas juntamente com a ficha de identificação no envelope cartão, o qual deve ser selado com o lacre inviolável numerado.

Sempre que possível peça para as pessoas enxaguarem a boca com água antes da coleta (sirva um copo de água a cada pessoa).

O procedimento de coleta é bastante simples.

Utilize os tubos de tampa vermelha para as amostras da mãe (caso ela esteja participando), tubos de tampa azul para o suposto pai e tubos de tampa amarela para a criança testada.

Escove a parte interna da bochecha com movimentos firmes girando a escova em toda a extensão da bochecha para coletar células da mucosa bucal.

ATENÇÃO: a escovação da bochecha deve ser feita por pelo menos 30 segundos

Em seguida, a escova deve ser enxaguada por 30 segundos no líquido presente no microtubo plástico visando soltar as células das cerdas. Faça movimentos giratórios com a escova e a movimente para cima e para baixo,. A solução no tubo ficará turva por alguns segundos.

O procedimento então é repetido com a segunda escova na segunda bochecha e a amostra é enxaguada no segundo microtubo. Os microtubos devem ser fechados rosqueando firmemente a tampa até o fim para evitar vazamentos.

Os microtubos são em seguida inseridos em seus devidos envelopes (mãe= envelope rosa; criança= envelope amarelo e suposto pai= envelope azul) e a informação solicitada sobre cada envelope preenchida (nome completo e assinatura da pessoa que cedeu as amostras, data da coleta, e assinatura de quem coletou as amostras).

As amostras devidamente identificadas nos envelopes específicos são colocadas juntamente com a ficha de identificação no envelope cartão, o qual deve ser selado com o lacre inviolável numerado.

ATENÇÃO: o laboratório Heréditas somente analisará amostras biológicas que chegarem em kit devidamente lacrado.